domingo, 22 de maio de 2011

SONHEI-TE

Sonhei-te antes
espectro e visão
um desejo
imaterial
em alquimia

Sonhei-te longe
quietude só
ausência do toque
na distância
o abraço

Sonhei-te parte
na proximidade
do crepúsculo
a coincidência
no encontro

Sonhei-te fúria
em tempestade
o corpo em brasa
saudade
um pretexto

Sonhei-te noite
boca arrebatada
sintonias na penumbra
um hálito
cumplicidade

Sonhei-te perto
descobertas
num olhar
roçar limites
apenas intimidade.


Imagem: Google



DEUS É FIEL

2 comentários:

  1. Passei aqui,adorei e peguei emprestado um dos seus lindos poemas!!!!
    Belos poemas.
    Beijossssss

    ResponderExcluir